Beerspa, uma experência única

Poucos sabem que, em baixo da Hungria têm uma cadeia cheia de águas termais, e de repente em alguns locais elas jorram da terra. Por cima dessas fontes, ao longo dos séculos construímos os famosos banhos termais. Hoje quem visita a nossa cidade, sempre se interessa pela cultura dos banhos e pelos belos prédios que abrigam essas piscinas e pelos benefícios que todo esse ritual tem.

-Na semana passada vivenciei uma das melhores experiências da minha vida com o Beerspa.

Imagina os benefícios dos águas termais ainda com os benefícios da cerveja!

Sim, você leu bem. Se você gosta de aventura e coisas fora da rota turística, continua lendo essa matéria.

Estive no famoso Beerspa, que se encontra no Lukács Baths. (Um dos banhos que é pouco conhecido, é o que fica próximo da Ponte Margarida no lado de Buda. Vale a pena colocar na lista, porquê é maravilhoso também!)

 

A banheira de madeira de mil litros é preenchida com água medicinal de 36-38 graus e com os ingredientes naturais da fabricação de cerveja (lúpulo, cevada, malte e levedura de cerveja). Tudo isso é misturado com um sal especial de cerveja e espuma e despejado na banheira, resultando em um banho especial de ervas que é bom para o corpo e para a alma.

São 45 minutos de descanso total, enquanto seu corpo relaxa, você pode tomar chopp ou água termal (fria) á vontade.

Se você pensa em fazer um programa diferente e gosta de cerveja, vai no Beerspa. Você não vai se arrepender, garanto pra você!

 

Ops.: Dá uma olhada no vídeo que postei no instagram sobre essa minha aventura!

Mais informações: www.thermalbeerspa.com

Onde tomar um bom chocolate quente em Budapeste?

Quem visita Budapeste durante do inverno, tem que contar com dias curtos -pois escurece cedo- e com o frio. Mesmo que nesses últimos anos não tivemos aqueles invernos rigorosos de -10 graus, como na minha infância, mas sim para muitos brasileiros faz frio. Turistar pela cidade, sair cedo do hotel no frio, pode cansar e ás vezes é bom parar para aquecer o corpo. Pode ser com uma boa comida, com um quentão ou com um bom chocolate quente.

Para mim, o chocolate quente bom é aquele, que é feito com chocolate belga, cremoso e vem com nata caseira por cima. Nada de nescau com água quente.

Aqui compartilho os meus dois lugares preferidos em Budapeste:

Café New York

Acho que não preciso apresentar esse lugar. Mundialmente é conhecido pela sua beleza. Localizado no Hotel Anantara (antes era o Boscolo Budapeste) no lado de Peste. O Café com a sua beleza foi uma inspiração para muitos poetas da comunidade intelectual da Hungria. Com colunas de mármore, lustres dourados e com afrescos maravilhosos.

Gerbeaud

No final da Rua Váci na Praça Vörösmarty encontra-se um edifício branco, elegante e nele um dos cafés tradicionais da cidade, chamado Gerbaud. O confeiteiro da Suiça, Emil Gerbeaud fundou o local e rápido ficou famoso pela Europa com seu chocolate chamado lingua de gato e com bombom de cereja ao licor. Hoje vendem fatias de tortas tradicionais, como a torta Dobos, Eszterházy e a fatia de Gerbeaud com nozes e geleia de damasco.

Um local que é muito querido para mim, pois meus pais se conheceram aqui.

Ah, e nesses lugares vale a pena  também provar os doces típicos da Hungria!

Vai por mim, e anota essa dica aí!